O Instituto

Associação de Consultores de Organização profissionais, sem fins lucrativos, o Instituto congrega empresas de consultoria, consultores autônomos, consultores internos e membros institucionais através de adesão voluntária, possuindo núcleos ou representantes em vários estados do Brasil.

Para ser associado é necessário participar de exames que avaliam a formação, experiência e modo de atuação dos candidatos. Uma vez certificados, esses profissionais e empresas assumem compromisso com a missão do Instituto, zelando por seu Código de Ética e perseguindo seus objetivos e metas.

Para assegurar a participação exclusiva de empresas e consultores de alta capacidade profissional e de elevada conduta ética, o IBCO procede a um exame cuidadoso da forma de atuação dos candidatos à admissão como membro do IBCO e mantém esquema para defesa de seu Código de Ética. O elevado padrão de desempenho dos Associados do IBCO, torna-os merecedores do respeito e confiança dos empresários e dirigentes, que utilizam seus serviços.

A principal atividade do IBCO é a pesquisa permanente sobre técnicas, tecnologias, ética e qualidade de consultoria. A discussão crítica dos desafios e oportunidades nessa área produz informações que são disponibilizadas aos associados e seus clientes.

A certificação de competências para o exercício da consultoria atesta o aval do Instituto quanto à qualificação técnica e à postura ética de seus associados.

Conceito

Conforme Estatutos Sociais – Capítulo II – Artigo 4º: “- Para os propósitos do IBCO, ficam estabelecidas as seguintes definições: a – Entende-se por Consultoria de Organização (CO) a atividade que visa à investigação, identificação, estudo e solução de problemas, gerais ou parciais, atinentes à estrutura, ao funcionamento e à administração de empresas e entidades privadas ou estatais.

Conforme Estatutos Sociais – Capítulo II – Artigo 4º: “- Para os propósitos do IBCO, ficam estabelecidas as seguintes definições: a – Entende-se por Consultoria de Organização (CO) a atividade que visa à investigação, identificação, estudo e solução de problemas, gerais ou parciais, atinentes à estrutura, ao funcionamento e à administração de empresas e entidades privadas ou estatais. Compreende a indicação dos métodos e soluções a serem adotados e a criação de condições para a sua implantação nas organizações assessoradas. É exercida por Consultores de Organização, individualmente, ou através da direção técnica de empresas compostas de profissionais com formação adequada para essa atividade, dedicadas à prestação desses serviços especializados para terceiros. b – Consultor de Organização é o profissional, qualificado por instrução superior e experiência específica, cuja principal atividade é a prática da Consultoria de Organização acima definida, de forma continuada e nitidamente predominante sobre outras eventuais atividades que porventura exerça.”

Objetivos

Conforme Estatutos Sociais – Capítulo II – Artigo 5º:

  • promover melhor compreensão do campo de atividade, funções e contribuições da consultoria de organização à Economia, às Empresas e à Sociedade diligenciando no sentido da valorização profissional desta atividade;
  • congregar, numa associação profissional, para benefício mútuo e do público, as empresas nacionais de Consultores de Organização, os Consultores Organização Autônomos e os Consultores de Organização Internos, que atuem dentro dos mais altos padrões de competência, objetividade e ética profissional;
  • agir junto aos poderes públicos e entidades privadas no sentido de que prestigiem a Consultoria Nacional de Organização;
  • cooperar com outras associações profissionais do país ou estrangeira, em matérias de mútuo interesse;
  • zelar pela observação do Código de Ética Profissional por parte dos seus membros;
  • defender, junto aos poderes competentes, o estabelecimento de legislação adequada ao exercício da atividade de Consultoria de Organização;
  • representar os associados junto aos Conselhos Regionais das diversas especialidades profissionais, junto aos órgãos de classe e associações congêneres, nacionais e internacionais;
  • propugnar pelo reconhecimento do Instituto como órgão representativo da classe dos Consultores de Organização, junto aos poderes públicos e a entidades privadas;
  • fomentar a pesquisa e o desenvolvimento de instrumentos e técnicas de administração e a produção de programas de treinamento adequados às necessidades do país;
  • diligenciar para que os direitos autorais, no que tange a aspectos relativos à Consultoria de Organização sejam respeitados, de acordo com os preceitos legais e éticos” e, por conseqüência:
  • apoiar o desenvolvimento técnico e profissional dos seus associados.

Missão

Entidade, com 40 anos de existência, estatutos registrados, código de ética e contas aprovados em assembléia, que por seus associados, fundadores e dos mantenedores (empresas e profissionais) atuais, e de clientes que querem contribuir com este objetivo, luta pela ética e qualidade na atividade de consultoria organizacional- atividade importante para o desenvolvimento do desempenho organizacional, das pessoas e para o desenvolvimento país.

“Incentivar a ética e a qualidade na atividade de consultoria organizacional”

É filiada à instituição internacional – ICMCI – The International Council of Management Consulting Institutes – www.icmci.org que é respeitada pela sua ação e faz parte, desde julho de 2001 da Organização das Nações Unidas (Onu), a através do United Nation’s Economic and Social Council (Ecosoc), com o StatusEspecial de Órgão Consultivo. Este status fornece ao ICMCI a oportunidade estratégica para posicionar-se e obter reconhecimento internacional mais amplo.

“Incentivar a ética e a qualidade na atividade de consultoria organizacional”

Estrutura Organizacional

Assembléia Geral – órgão de deliberação máxima, constituído pelos representantes dos membros individuais e institucionais.

  • Assembléia Geral – órgão de deliberação máxima, constituído pelos representantes dos membros individuais e institucionais.
  • Conselho Consultivo – órgão de estudo e assessoramento da Diretoria, composto pelos ex-presidentes e por personalidade de notório saber no campo da Ciência da Administração.
  • Diretoria Nacional  – órgão executivo das políticas e diretrizes da entidade, é composto por sete diretores, sendo: Diretor Presidente, 1o Vice-presidente, 2o Vice-presidente, Diretor Secretário, Diretor Tesoureiro, Diretor de Desenvolvimento Profissional e Diretor de Divulgação.
  • Secretaria Geral  – órgão de apoio administrativo e operacional da Diretoria.
  • Núcleos Regionais – órgãos de representação do Instituto nos Estados.

© Copyright 2015 IBCO. Design New Brand Solution